A horta que têm que conhecer

Em Inglaterra nem sequer conseguíamos manter uma planta viva no vaso, mas aqui, com mais tempo, com um fantástico solo muito rico perto da ribeira, e com a ajuda regular do nosso amigo Nuno, criámos um pequeno paraíso.


Na horta começámos por limpar o terreno, e construir um canteiro elevado com pedras do rio e barro da zona. As nossas primeiras culturas foram curgetes, beterrabas, ervilhas e algumas ervas aromáticas e isso foi o suficiente para ficarmos encantados com o resultado.


Depois, construímos mais canteiros elevados num padrão regular, desenhado pelo Nuno, que deu graus diferentes de sol e sombra às plantas.


No inverno e na primavera a horta recebeu muita chuva e no verão instalámos um sistema de rega por aspersão com água bombeada da ribeira. Antes de instalarmos este sistema, regávamos à mão, com regadores que enchíamos na ribeira. Isso era muito cansativo, e os aspersores pouparam-nos muito tempo e salvaram as nossas meias de ficar molhadas!



A horta tem sido tão generosa connosco, em legumes, ervas aromáticas e flores, que durante muitas semanas quase não precisámos de comprar comida… só álcool!


Este ano já cultivámos um alfabeto quase completo de legumes:


A = alecrim, acelgas

B = beringela

C = curgete, cebolas, cebolinho

D = dálias

E = endívias, erva-príncipe

F = feijões, funcho

G = girasol

H = hortelã

I = ?

J = ?

K = ?

L = lucia-lima

M = melissa, melancia

O = óregãos

P = piri-piri, pimentos, pepinos

Q = ?

R = ruibarbo, rabanetes, rúcula

S = sálvia

T = tomilho, tomate

U = uvas

V = ?

W = ?

X = ?

Y = ?

Z = ?